This is an archive page !!!


LONGO CAMINHO
PARA A LIBERDADE

NELSON MANDELA
Autobiografia

Robben Island-1993 Book cover Book cover-German

Nelson Mandela é um dos grandes lideres morais e políticos de nosso tempo cuja vida exemplar inteiramente consagrada á afirmação da dignidade do homem e à luta contra a opressão racial na África do Sul lhe valeu o Prémio Nobel da Paz e a presidência do seu país.

Desde a sua libertação triunfal em 1990, após mais de um quarto de século de prisão, Mandela passou a estar no centro do drama politico mais fascinante e inspirador do mundo. Como presidente do Congresso Nacional Africano e chefe do movimento anti-arpartheid da África do Sul, desempenhou um papel fulcral na passagem do seu país para um governo multi-racial e da maioria. É mundialmente admirado como uma força vital na luta pelos direitos humanos e pela igualdade racial.

Longo Caminho para a Liberdade é a sua comovente e estimulante autobiografia, um livro que merece um lugar ao lado das memórias mais prestigiadas das grandes figuras da História. Pela primeira vez, Nelson Rohlihlahla Mandela conta a história extraordinaria da sua vida uma narrativa épica de luta, contrariedades, esperanca renovada e triunfo final que era, até este momento, practicamente desconhecida. Para milhôes de pessoas em todo o mundo, Nelso Mandela representa, como nenhuma outra personalidade viva, o triunfo da dignidade e da esperança sobre o desespero e o ódio.

Longo Caminho para a Liberdade condensa ess espirito num livro para sempre.

Uma autobigrafia lúcida e instrutiva. (...)

Longo Caminho para a Liberdade é uma revelação permanente que dá densidade e, por vezes, contribui para corrigir a impresso simplista que um conflito gigantesco deixa, de um modo geral, aos participantes distantes, indirectos, como se os seus actores pricipais tivessem simplesmente nascido para o conflito e tivessem sido definidos por ele, sem outras dimensões humanas.
Wole Soyinka Premio Nobel da Literatura, "Le Monde"

Que esta autobiografia seja um documento subjectivo, aceita-se, mais ela é, ao mesmo tempo, uma lição de política na sua dimensão verdadeira.
Claude Meillassoux, "La Quuinzaine Littéraire"

Nelson Mandela é um politico fora do comum nada de menos, nada de mais. O seu combate permitiu oo triunfo da justiça, da moral e da dignidade do homem. Merece o nosso reconhecimento.
Marc Epstein, "L'Express"

O livro está escrito de forma muito espontånea, sem presunção, com auto-ironia, bumildade e força. É o retrato de uma personalidade, a confissão de um homem. É uma das mais importantes autobiografias politicas do século e ao mesmo tempo uma obra de literatura, com traços de poesia.
"Frankfurter Allegmeine Zeitung"

O testemunho de um herói comtemporâneo que tornou possivel o milagre da reconcillação de uma nação.
"Newsweek"

Um documento histórico fundamental para compreender os últimos quarenta anos da história do apartheid ma perspectiva do seu mais denodado opositor.
"The Times Literary Supplement"

Longo Caminho para a Liberdade é um desses raros livros que se tornam não somente numa referência mas também numa condição da nossa própria naturenza humana.
André Brink, "Le Figaro"

Um texto em muitos aspectos admirável. Podemos ver nele um romance de aventuras, um testemunho, um documento, uma profissão de fé, um apelo à coragem. Mas soa, sobretudo, como um canto de amor pela liberdade, encarada pelo autor como uma missão: "libertar ao mesmo tempo o oprimido e o opressor". É necessário ler Mandela.
Jean David, "VSD"


Additional External Links:

Newsweek Articles:

  • "Black Power!" Newsweek, May 9, 1994
  • "Apartheid on the Ash Heap" Newsweek, November 29, 1993

    Background Information On South Africa- articles collected as part of Project Cape Town

    The Africa Prize for Leadership October, 1994

    Additional links collected by OBS



    © Copyright 1995, by Campo das Letras.
    Paper Edition by Campo das Letras.
    © Copyright 1995 Online Edition by OBS. All rights reserved.
    These pages are designed to be viewed with Netscape!
    Updated on October 10, 1995 by editor@obs-us.com.